Nota de Repúdio: intolerância religiosa contra Terreiro da Vó Benedita

NOTA DE REPÚDIO: INTOLERÂNCIA RELIGIOSA CONTRA O Terreiro da Vó Benedita

Na noite do dia 04 de maio de 2019, o centro de umbanda T.E.U. Vó Benedita (Campinas – SP) foi alvo de ataques e ameças por fundamentalista evangélico filiado a uma igreja evangélica vizinha. Conforme o relato a seguir, adeptos do terreiro já vinham sofrendo constrangimento e até prejuízos ao longo da semana que precedeu os ataques ao terreiro, tendo os pneus dos seus carros furados e recebido ameaças durante uma sessão religiosa. No sábado, dia 04, um dos fiéis da Igreja atacou os umbandistas e o templo e foi embora ameaçando buscar uma arma de fogo. A polícia militar e civil foram acionadas e um B.O. foi registrado. 

“Nossa casa o Terreiro da Vó Benedita, casa de Umbanda com 16 anos de trabalhos caritativos foi alvo de violência e intolerância religiosa. Temos como vizinhos uma Igreja Evangélica, que até o presente momento não tínhamos problemas de convivência. Na sexta feira passada, membros de nossa casa escutaram em alto e bom tom, durante o culto, que os terreiros de Umbanda eram para ser apedrejados, fato que infelizmente ocorreu contra nossa casa no mesmo dia. Durante a semana, tivemos 3 carros com pneus furados.
Na quinta-feira, uma das “fieis”, visitou a proprietária do imóvel e a questionou porque alugava a casa aos macumbeiros e a convidou para ir a igreja, que era muito boa. Hoje, sábado dia 04 de maio, a mesma pessoa que nos apedrejou, voltou, assediou duas pessoas, jogou uma lata de cerveja no terreiro, e avisou que iria buscar uma arma para nos matar, pois nos não temos deus no coração. Chamamos a polícia militar e a guarda municipal, as quais nos atenderam com toda rapidez e respeito.
Iremos fazer o B.O. tanto contra o agressor, como contra a Igreja. 
Não iremos aceitar nunca esse tipo de agressão, física e psicológica. Por esse motivo, até tudo ser averiguado, o terreiro estará em recesso. A batalha que perdemos sozinhos, ganhamos unidos.
Agradecemos todas as mensagens de apoio.”
Padrinho de Umbanda Joãozinho Galerani.
Mãe Sueli Galerani.

Relato e imagens obtidos na publicação da página pessoal do facebook do Padrinho de Umbanda Joãozinho Galerani. Clique aqui para visualizar.

Creative Commons License Attribution-NonCommercial-NoDerivsRepublish
Compartilhe isso

Related posts