Orixás Odé & Otim – Rezas da Nação Cabinda Por Pai Didi de Xangô Aganjú

Pai Didi é oriundo da Nação Cabinda, descendente de Pai Adãozinho de Bará, neto de Pai Romário de Oxalá e bisneto de Mãe Madalena de Oxum, descendente direta do precursor da nação Cabinda no Brasil. Pai Didi era, junto de Pai Eli de Oxalá, tamboreiro oficial do Pai Adãozinho. Reprodução autorizada pelo autor, todos os direitos reservados. Divulgação: Batuque RS    

Compartilhe isso
Read More

Contos de Deodé – As Travessuras do Bará Lodê de Mãe Toninha

Naquele verão ensolarado de 1962, as coisas que já não andavam bem na vila São José, pioraram com a notícia do falecimento de Mãe Antoninha de Yemanjá. O batuque que já vinha carente, sentiu a dor da perda de mais um de seus líderes. Mãe Toninha de Yemanjá era tudo que restava dos mais antigos. Sua perda foi irreparável e aquela data marcaria uma nova era dentro do batuque. Como herança, Mãe Toninha deixou um Bará Lodê assentado que deveria ser cuidado por um dos seus filhos de santo. Aquele…

Compartilhe isso
Read More

O que são Dijínas ou Sobrenome de Orixás?

O que são Dijína ou Sobrenome de Orixás

    Dijína, palavra de origem kimbundu Rijina, dialeto bantu que significa “nome”.   Já aqui no batuque do RS é o psudonemo ou sobrenome que o Pai ou Mãe de Santo dá à um orixá de um iniciado (filho(a) de santo), logicamente este se é confirmado junto ao Ifá (Jogos de Búzios) se o Orixá aceita aquele sobrenome (dijína) ou ele mesmo revelará seu sobrenome (dijína) ali na consulta ifá. Este normalmente é adicionado/posto após a qualidade (tipo ou caminho) do Orixá. Exemplo: Xangô Agandjú Dei Xangô: Nome do Orixá Agandjú: Qualidade do Orixá Dei:…

Compartilhe isso
Read More

Rezas dos Orixás – Equipe Batuque RS

Ouça as rezas de nossos sagrados orixás sendo tocadas e rezadas pela equipe Batuque RS  

Compartilhe isso
Read More