A Lenda de Ossanha

Osain, ou Ossanha, como é mais conhecido no Batuque, está no princípio de tudo. Todo o fundamento da religião começa nas ervas, na sua colheita, na escolha, no preparo da água de ervas. Pode ser dizer que a magia do Orixá nasce em Ossanha, pois ele está em cada folha colhida, em cada erva macerada, em cada mata visitada e é por isso que, como diz-se no candomblé: “kosi ewe, kosi orisa” sem ervas, sem Orixá. Acompanhe conosco esse video dedicado especialmente ao curandeiro batuqueiro e não esqueçam de compartilhar,…

Compartilhe isso
Read More

OS ORIXÁS E OUTRAS MITOLOGIAS

Olá família Batuqueira! Hoje trazemos um conteúdo um pouco diferente, de certo modo um pouco fora da esfera normal dos vídeos do canal: Orixás e Deuses de outras culturas. Selecionamos três culturas antigas (Nórdica, Grega e Egípcia) e, analisando as características de suas divindades, traçamos um paralelo com nossos amados Orixás, onde a questão surge: e se Bará fosse um Deus Grego, qual seria? Se quiser descobrir, acompanhe o primeiro vídeo dessa série e embarque em outras histórias. Gostou? Curta, compartilhe nas redes sociais e deixe a sua opinião! Asé!…

Compartilhe isso
Read More

A LENDA DE XANGÔ E OXALÁ

Reza a lenda que Oxalá decidiu visitar Xangô, mas fora recomendado pelo babalaô a não fazê-lo, pois se arrependeria. Oxalá é insistente, então o babalaô lhe passou três orientações… Ficou curioso? Assista hoje a mais um itan do Batuque, história que explica parte do alujá, a razão pela qual os presos se recolhem no terreiro e a gamela de Xangô. Gostou? Curta, comente e compartilhe! Asé http://feeds.feedburner.com/BatuqueRs

Compartilhe isso
Read More

OTIM – A ILUSÃO DE ODÉ

Não se pode falar de Odé sem falar de Otim no Batuque. Independente das crenças ou formas de cultuar essa yabá, uma coisa é absoluta: não há Odé sem Otim. Sua companheira inseparável, aquela que cultiva as plantas na mata de Odé, senhora da irrigação. Juntos, Odé e Otim regem a caça, a fartura e o amor conjugal, a harmonia entre um casal. Acompanhe nesse vídeo dois itãs sobre Otim e os preceitos que cercam essa grande Orixá. Gostou? Curta, compartilhe nas redes sociais e deixe a sua opinião! Asé!…

Compartilhe isso
Read More

Por que exu é o primeiro orixá?

“– O presente passa. O chato fica – rematou Exu, dando uma tremenda ogozada no lombo do intrometido.” Exu, como primeiro Orixá, é o próprio princípio. Antes Dele não há nada e certamente também não haverá depois se não for devidamente servido. Para o Batuque do RS, Bará é simbolizado sobretudo pela chave, ilustrando o conceito de que Ele é o que possibilita, dá-nos o acesso ao Orunmale. Em suma, Ele é a abertura e nenhum preceito, de iniciação a desligamento, começa antes de servir Exu Bará. E para explicar…

Compartilhe isso
Read More