Sobre o texto “o orixá é preto”

Ao longo dos últimos anos estamos percebendo diversas mudanças no culto a orixá no batuque, algumas boas outras não tanto, alguma antigas outras bem recentes.
Mas tenho percebido um afastamento dos adeptos das religiões dos Orixás das causas daqueles descendentes dos que trouxeram os Orixás para o Brasil, os escravos.
Diante de tal realidade como pode alguém cultuar orixá e ser racista?
Como pode alguém cultuar orixá e ser contra toda e qualquer politica de reparação aos descendentes da escravidão?
Como pode alguém cultuar orixá e não aceitar que este é negro ou pelo menos foi trazido pelo povo negro?
Como pode alguém cultuar orixá e ter consigo o pensamento de que tudo que vem do negro é ruim….
Para quem não sabe ou tenta não pensar nisso, as religiões de matriz afro não sofrem preconceito apenas por serem religiões “pagãs” dentro do contexto cristão, afinal existem dezenas destas que não sofrem com 1% do que sofrem os afro religiosos, o preconceito é sobre aquilo que vem do negro.
Transformam orixá em uma energia sem cor para que se sintam mais confortáveis com seu próprio racismo interior, para que assim possam mascarar seus preconceitos.
Muitos fingem não ver o aumento da segregação dentro dos próprios terreiros quando os negros do mesmo são aqueles que farão sempre a função do empregado, lavando chão, cozinhando, sendo o segurança etc (e não ha demérito algum nessas funções) enquanto os não negros chegam apenas para brilhar com seu axó belíssimo para dançar para o orixá NEGRO….
Terão aqueles que irão dizer que o próprio negro se afastou da religião dos seus ancestrais, esquecendo de todo processo de catequização que o escravo passou, sob pena de tortura e morte, marcas essas presentes até hoje no sangue dos seus descendentes que registem bravamente para perpetuar aquilo deixado e ao contrario do que o cristianismo fez e faz não converte ninguém, não coage sob a bandeira do medo de um pós vida de sofrimento e dor. Aqueles ao qual não nasceram no berço familiar afro religioso entram por que querem, entram por que sentem o chamado do orixá em sua vida e mesmo depois de entrar não é obrigado a ficar sob a ameaça de punição divina.
Nota-se tudo isso quando uma imagem branca representa mais o orixá que a sua representação negra.
É triste saber que poucos conseguem perceber as varias nuances do racismo velado que nos cerca, mais triste é saber que muitos vão chamar tudo isso de vitimismo.
Babá Phil – Batuque RS
Creative Commons License Attribution-NonCommercial-NoDerivsRepublish
Compartilhe isso

Related posts