Sentir o Orixá…

Orixá não está presente apenas naquele ocutá em nosso quarto de santo. Todos os dias, a todo momento, sentimos a força e a energia do Orixá em nossas vidas. Ao abrirmos a porta de nossa casa, sentimos a força e presença de Bará. Ao sair para mais um dia de trabalho, sentimos a força de Ogum. Nos dando caminho. Quando sentimos a brisa do amanhecer, o vento, sentimos Oyá nos abençoando. Quando usamos o dom da fala, da palavra, sentimos Xangô. Quando buscamos força para buscar nossos objetivos, usamos o dom da caça de Odé e Otim, a caça por aquilo que queremos. Para vencer as duras batalhas traçadas em nosso caminho, evocamos e sentimos a força de uma guerreira nata, Obá. Ao tomarmos aquele chá caseiro, receitado pelos nossos mais velhos, sentimos a força de nosso médico espiritual… Ossanha. Ao pisarmos no solo, sentimos a presença de Xapanã, o dono da terra. Quando abraçamos nosso próximo, transmitindo-lhe afeto e carinho, ali está o amor de Oxum. Em cada pensamento que em nossa mente se deposita, está Yemanjá. E cada vez que olhamos pro céu, num pedido de socorro, agradecimento ou procurando uma direção, Oxalá está lá. A cada passo, cada caminho, cada olhar que nós damos, Orixá está presente. Orixá é vivo em nossas vidas. Do momento em que acordamos, ao findar do nosso dia, Orixá é presente.
Adupé Orixá.
POR DEVLYN DE OXUM

Creative Commons License Attribution-NonCommercial-NoDerivsRepublish
Compartilhe isso

Related posts