URGENTE! Prefeitura de Porto Alegre ameaça despejar terreiro na zona sul

Prefeitura de Porto Alegre ameaça despejar moradores de terreiro na Zona Sul da capital

Os povos negros e adeptos das religiões de matriz africana já estão calejados de praticas preconceituosas nas diversas esferas da sociedade, seja tendo um direito cerceado, seja em piadas de mal gosto produzidas por anos de preconceito institucionalizado. Hoje, é a Prefeitura Municipal de Porto Alegre que protagoniza mais um ataque travestido de lei e justiça contra um afro-religioso.

Sandra Maria da Rosa, conhecida como Mãe Sandra do Bará, é moradora da  Av. Silva Paes, no bairro Medianeira, próximo ao antigo estádio Olímpico, há mais de 30 anos, onde construiu seu terreiro e toca sua religião ajudando todos que lhe procuram. Desde antes da Copa, a prefeitura da capital demonstrou interesse em utilizar o espaço ocupado pelo terreiro e vizinhança para expandir a rua e construir uma praça. Até 2019, mãe Sandra e a prefeitura vinham negociando a respeito do local que, conforme o processo, obstrui obra viária na Av. Tronco, em processo de alargamento.

O que ocorre agora é que, com a troca do prefeito, a política adotada ganhou um teor extremamente duro e truculento. No ultimo dia 17, chegou no endereço da mãe Sandra uma notificação de que teriam 10 dias para desocupar voluntariamente o local, ao que a moradora vem tentando, sem sucesso, recorrer desde então. Conforme sua advogada, se até dia 12 de junho não for desocupado, a prefeitura poderá entrar com ordem de reintegração de posse e retirar a força os moradores. No processo, o governo alega que mãe Sandra ocupa irregularmente uma área pertencente a prefeitura.

São no total doze (12) pessoas, entre adultos e crianças, habitando o terreiro. Doze pessoas que não tem para onde ir, doze pessoas que, sem assistência do Estado, que deveria zelar pelas suas seguranças e estabilidade, estão a mercê desta mesma entidade que justifica em lei um ataque a integridade moral de um cidadão e sua família.

Mãe Sandra do Bará

A rede Batuque RS se solidariza completamente com a situação da família. Conversamos diretamente com a filha da mãe Sandra, que informa que, após reunião com lideranças locais, está sendo convocado todo povo solidário que queira ajudar mãe Sandra para fechar a Av. Silva Paes no próximo dia 10 de Junho, com objetivo de chamar a atenção das autoridades e enviar o recado para a prefeitura: com vidas não se brinca. Onde estivermos todos unidos, haveremos de vencer qualquer demanda. Quem quiser se unir na luta, fica o contato da Rede Batuque RS para qualquer informações. Não deixemos que mais um terreiro seja derrubado apenas por interesses de quem não nos reconhece nem nos respeita. Lutemos e vençamos unidos!

Creative Commons License Attribution-NonCommercial-NoDerivsRepublish
Compartilhe isso

Related posts