Homenagem Póstuma – Pai Adão de Bará (Nação Cabinda)

Homenagem Póstuma - Adãozinho de Bará (Nação Cabinda)

O nosso homenageado de hoje foi uma das pessoas mais famosas e conhecidas dentro da nossa Religião. Foi um dos grandes Ícones, pelo seu conhecimento e pela sua sabedoria. Um homem de muito fundamento, integralmente do AXÉ, conhecedor dos mistérios dos ORIXÁS como poucos, vivos ou já falecidos. Deixou um legado e uma Bacia gigantesca de filhos, netos, bisnetos, trinetos, tataranetos, e sabe-se lá até onde vai a sua geração hoje em dia.

Com grande satisfação, que hoje homenageamos esse MITO do nosso Batuque, o Babalorixá ALVARINO PIRES DOS SANTOS (in memoriam), Pai ADÃO ou ADÃOZINHO DE EXU BARÁ AJELÚ BIOMÍ. Sem dúvida nenhuma, um dos ELEŞÚS mais lindos, que eu tive a oportunidade de conhecer.

Pai Adão, era da Nação CABINDA, feito pelo Babalorixá NILO DE OXUM PANDÁ OLOBOMÍ (in memoriam). Os seus ORIXÁS de rua, foram sentos pelo Grande Pai ROMÁRIO DE OXALÁ (in memorian) e o seu Padrinho de AXÉS foi o Babalorixá Pai ANTONINHO DE OYÁ BUIÁ (in memoriam). Comemorava sempre, com obrigações magníficas e grandes XIRÊS, o aniversário do Pai BARÁ, no dia 14 de novembro.

Pai Adão de Bará - Foto: Revista Odum

Inicialmente, seu primeiro YLÉ AŞÉ foi na Av. dos Prazeres, na VILA JARDIM, posteriormente, mudou-se para Rua 26 de dezembro, 247 na VILA SÃO JOSÉ, no Bairro PARTENON, ambas em Porto Alegre, e mais tarde, fixou-se na Rua Santa Isabel, 343, na Cidade de VIAMÃO, onde ficou até o fim de sua vida.

Pai Adão faleceu em 1995.

Texto base: Cleber Ribeiro (Teixeirinha) de Oxalá

Qualquer informação adicional, sugestão ou dúvida, inclusive indicação de nomes para homenagens, deixe nos comentários para nos ajudar a ampliar o acervo do Batuque RS.

Creative Commons License Attribution-NonCommercial-NoDerivsRepublish
Compartilhe isso

Related posts